O NOVO ESCRITÓRIO CONTÁBIL

 

O estado brasileiro, quando propõe e coloca em prática desde janeiro de 2008 o SPED-Sistema Público de Escrituração Digital, provoca defitivamente a reforma informatizada ampla que as empresas tanto demoraram em adotar.

 

Esta reforma utiliza de forma simples os recursos mais atuais na coleta e troca de informações no sistema fiscal e seus contribuintes. A Rede Mundial WEB - INTERNET - é o esteio destes recursos.

 

O SPED em todas as suas facetas usa a INTERNET para fornecimento de programas aos contribuintes, processos on-line de coleta, validação e fornecimento de dados ou documentos enfim, tudo será pela rede mundial.

 

Da INTERNET para dentro das Empresas TUDO DEVE SER INFORMATIZADO para atender ás questões do SPED e com sistemas desenvolvidos por seus técnicos ou contratados de terceiros (Empresas de TI ou Software-Houses).

 

Estes Sistemas hão de estar adaptados ás exigencias do SPED conforme segue:

 

Sistema de FATURAMENTO para atender NF-e deve funcionar INTEGRADO aos Sistemas de CONTAS a RECEBER, CONTAS a PAGAR e ESTOQUES para atender ao SPED-EFD (Escrituação Fiscal Digital) e deve propiciar EXPORTAÇÃO de DADOS para o Sistema Contábil que, por sua vez, deverá dispor dados para o SPED-ECD (Escrituração Contábil Digital). É o chamado Sistema E-R-P (ou SIGE aqui no Brasil).

 

Todo o SPED ACABA DEFINITIVAMENTE COM O USO DE PAPEL. Tudo será DIGITALIZADO (arquivos magnéticos). Alguns exemplos: NOTA FISCAL MERCANTIL, NOTA FISCAL DE SERVIÇOS, LIVROS FISCAIS DE ENTRADAS E SAÍDAS, RAZÃO CONTÁBIL, DIÁRIO GERAL, BALANÇOS E BALANCETES.

 

Posto isto já podemos indagar: Como o Escritório Contábil terceirizado irá viver ´SEM ESTES PAPÉIS´ ?

 

Devido aos apertadíssimos prazos sugeridos pelo SPED, devidamente justificados pela INFORMATIZAÇÃO nos processos e utilização da INTERNET (Exemplo: Os dados do SPED-EFD/Escrituração Fiscal hão de ser transmitidos ao SPED imediatamente ao encerramento da competencia mensal) será impraticável qualquer ação do Escritório Contábil em todo este processo pois: Não há papeis ou documentos a classificar, os  Sistemas nas Empresas são INTEGRADOS (dispensam ações externas) e os prazos são ultra exíguos e todas as informações a validar e transmitir são (devem ser) digitalizadas.

 

Nem todos os contribuintes estarão obrigados ao SPED mas a nova sistemática prevê a adoção por opção. Se somarmos á diversas outras vantagens, a grande vantagem oferecida pela Nota Fiscal Eletronica (incluem-se aqui todos os tipos inclusive o Conhecimento de Transporte Eletrônico) que todas as empresas deverão adotar inquestionavelmente, adotar o SPED integralmente será apenas uma questão de tempo.

 

Falando em tempo, qual é o tempo para o SPED ser implantado no país ? – O prazo final previsto é o ano de 2013 e os primeiros dados digitalizados segundo estas normas montam a janeiro de 2008 e deverão ser ´entregues´ (digitalizados e transferidos via INTERNET) até 30 de junho de 2009 (SPED-ECD) e as informações fiscais digitalizadas á partir de jan-2009 com prazo para setembro do corrente (inicialmente estava previsto para fev-2009 ou seja, na competencia imediatamente seguinte que é o objetivo previsto pelo SPED desde a sua origem).

 

Posto isto indagamos novamente: Como o Escritório Contábil terceirizado está enfrentando (ou se preparando para) esta ´nova era´ ?

 

Os especialistas já estão denominando a ´nova era´ como a ERA DO CONHECIMENTO (Vide Livro BIG BROTHER FISCAL – na Era do Conhecimento).

 

Por que ERA do CONHECIMENTO ? – este é novo GRANDE DESAFIO provocado pelo SPED, sem qualquer dúvida.

 

Há de ser ter efetivo conhecimento de ADMINISTRAÇÃO, ORGANIZAÇÃO e MÉTODOS, TRIBUTAÇÃO, CONTABILIDADE, DIREITO, NORMAS TRABALHISTAS, INFORMÁTICA, INTERNET, etc...

 

E este conhecimento todo e de todas estas áreas deverá ser POR TODOS OS PROFISSIONAIS que vão,  parcial ou totalmente, participar destes novos processos.

 

Ao nosso ver, a maior gama de conhecimento exigível será para os profissionais de informática, teconologia de informação, analistas e programadores envolvidos diretamente nos Sistemas E-R-P das empresas

 

ERP (Enterprise Resource Planning) ou SIGE (Sistemas Integrados de Gestão Empresarial, no Brasil) são sistemas de informação que integram todos os dados e processos de uma organização em um único sistema (Laudon[1], Padoveze[2]). A integração pode ser vista sob a perspectiva funcional (sistemas de: finanças, contabilidade, recursos humanos, fabricação, marketing, vendas, compras, etc) e sob a perspectiva sistêmica (sistema de processamento de transações, sistemas de informações gerenciais, sistemas de apoio a decisão, etc).

Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e armazenamento de todas as informações de negócios.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Indagamos: Como o Escritório Contábil terceirizado está enfrentando (ou se preparando para) estas ´novas coisas´ ?

 

Do ponto de vista do Contabilista e do seu negócio o Escritório Contábil, a primeira medida é estar perfeitamente ciente e convicto de que estas novas medidas são DE FATO, já estão EM CURSO, são IRREVERSÍVEIS (basta entrar em contato com as estatísticas de documentos eletronicos já produzidos no país, o volume de Prefeituras já adotando a NF de Serviços eletrônica e os prazos legais de adoção obrigatória conforme o segmento das empresas para se CONVENCER disto) e que, tais medidas são benvindas do ponto de vista da quebra da INFORMALIDADE, extinção gradativa do volume de USO DO PAPEL e surgimento de NOVAS OPORTUNIDADES e NOVAS (ou ADORMECIDAS) FACETAS DE ATUAÇÃO RELACIONADAS AO ÂMAGO DE SUA FORMAÇÃO PROFISSIONAL (importantíssimo isto).

NOVAS OPORTUNIDADES:

- Parcerias com Empresas de TI e Software-Houses para transferir assessoramento em métodos, em técnicas contábeis, em normas e práticas tributárias, etc...

- Desenvolvimento ou representação de Sistemas E-R-P(s) para utilização em seus clientes...

 

NOVAS FACETAS:

- Voltar a exercer de modo enfático as atividades de ASSESSORIA, CONTROLADORIA e AUDITORIA tão importantes ás empresas, seus clientes, totalmente relegadas a um plano menor (ou inexistente) diante da sistemática e procedimentos atuais.

Contudo para se preparar a conquistar estes novos espaços para a sua atividade, há obrigatoriamente uma série de REQUISITOS. Destes podemos de antemão destacar os principais:

- visão empreeendedora...

- capacidade de se adaptar aos novos requisitos tecnológicos como: INFORMÁTICA, INTERNET, REDES, TELEFONIA, CONTROLE REMOTO/COMUNICAÇÃO ENTRE COMPUTADORES, SITES INTERATIVOS, PROCESSAMENTO ON-LINE, etc...

- vontade de se atualizar e investir permanentemente em CONHECIMENTO !!!

E como NÃO SE DISTANCIAR dos DADOS OPERACIONAIS das Empresas uma vez que o processo SPED não prevê mais o trâmite destes dados pelo Escritório Contábil (exceto SPED-ECD) ?

Aqui, de fato, vamos entender o ROMPIMENTO que está sendo imposto (e, não PROPOSTO, atenção...) aos Contabilistas e seus Escritórios Contábeis com os MÉTODOS ATUAIS em prática ainda.

A proposta da Rent-A-Soft através da UNITED, software-house que atua desde a sua fundação ´a prestação de serviços a Escritórios Contábeis no país, é muito simples.

Utilizando as mesmas e consolidadas ferramentas de seus produtos, em uso há 25 anos na microinformática, a Rent-A-Soft propõe a utilização e aproveitamento pelos Escritórios,  de todos estes arquivos digitalizados das empresas, mantendo nos seus  Bancos de Dados, todos os arquivos possíveis e imagináveis que o SPED vier a exigir destas. Com estes dados em mãos e ferramentas que possam processá-los e destes extrair totalizações, contabilizações, resumos, estatísticas, quadros comparativos, flashes para auditoria, os Contabilistas poderão, sem dúvida, começar a exercer as ensejadas tarefas comentadas acima e referente NOVAS TAREFAS, além de outros e infindáveis usos.

É proibido ou técnicamente inviável isto ? – Respondemos: JAMAIS !

Uma vez que estes arquivos são produzidos e gravados em MEIO MAGNÉTICO, da mesma forma que transferidos ao AMBIENTE NACIONAL SPED, podem ser transportados para qualquer ambiente da própria empresa e, por meios ON-LINE (ou mesmo outro meio convencional), serem transportados até o Escritório Contábil que, pelas ferramentas nele instaladas, serão IMPORTADOS ao seu Banco de Dados na pasta específica de cada Empresa/Cliente.

Já existem estas Ferramentas ? – Qual a Tecnologia necessária ?

Algumas já existem e outras já estão em desenvolvimento. A tecnologia usada é a mesma em uso. Uma grandiosa vantagem do SPED é não fazer distinção alguma da tecnologia aplicada ao processo pelos contribuintes em geral. Uma vez que os arquivos magnéticos com os dados digitalizados exigidos são no conhecidíssimo e ´velho´ formato TEXTO, o famoso ´.TXT´ (ponto TXT), qualquer linguagem de programação seja ela baseada na Plataforma MS-DOS, Plataforma WINDOWS, Plataforma LINUX e outras, será perfeita e totalmente viável, o que indica-nos que NADA DO QUE ESTÁ HOJE IMPLANTADO EM TERMOS DE SOFTWARE, DEVA SER MUDADO.

O que o SPED exige enfaticamente é o largo investimento em TECNOLOGIA da INFORMAÇÃO como, hardwares de alta velocidade e capacidade de armazenamento, modernos e seguros meios de BACKUP, comunicação INTERNET de ALTA VELOCIDADE, hardware e comunicação portátil, telefonia via WEB, controle remoto dos seus computadores e computadores de clientes, etc...

INFO-W, o produto da Rent-A-Soft para captação e processamento dos dados produzidos pelas empresas e destinados ao SPED, além de outras ferramentas dedicadas a outras seções do SPED, como a Contabilidade Digitalizada (SPED-ECD), pretende ser a RESPOSTA PRÁTICA para manter os Contabilistas em contato DIRETO com as atividades dos seus Clientes SEM DIGITAR UMA VÍRGULA SEQUER !!!

Com INFO-W o usuário fica numa estação especial e, sem interromper as tarefas rotineiras e de modo discreto e autonomo, pode operar e atender MANAD, SPED, REGISTRO DE INVENTÁRIO, DIRF, PJSI, etc... etc... e PRODUZIR DADOS para AUDITORIA, CONTROLADORIA, ESTATÍSTICAS DIVERSAS, além de INTEGRAÇÃO destes e outros dados com a CONTABILIDADE das Empresas...

Não é FANTÁSTICO isto ?

Menor CUSTO, maior VELOCIDADE e mais RESPEITABILIDADE não é tudo o que se deseja ?

Ficar ´ANTENADO´  doravante é IMPRESCINDÍVEL.

Conte com a Rent-A-Soft – Software Aplicativo de Alto Nível – Na Microinformática desde 1986 com o lançamento do revolucionário Sistema INFO-Q Contábil, uma das mais simples e eficazes ferramentas para a Escrita Contábil MULTI-EMPRESAS e MULTI-EXERCÍCIOS agora CONECTADA ao INFO-W para atendimento ao SPED-ECD.

Saudações,

 

Paulo C D´Amore – Rent-A-Soft / Soluções SPED